Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

13/11/2017 13h23

Comissão aprova reestruturação de carreiras da Receita Federal e da Advocacia-Geral da União

Marcos Bezerra | 05/09/2018 13h27
É preciso resolver a situação dos Analistas e Técnicos previdenciários. Fazer justiça! A Receita Federal do Brasil foi criada a partir da fusão da Receita Federal e da Receita Previdenciária através da Lei 11.457/2007. Há 11 anos estes servidores vem desempenhando as mesmas funções dos analista tributários da RFB, acessando os mesmos sistemas e ambientes de trabalho.Nós estamos nessa situação nos sentimos ultrajados, humilhados e sem a mínima motivação para o trabalho.Pedimos encarecidamente que se digne em resolver a nossa situação.A administração só tem a ganhar.
Edna | 18/05/2018 16h04
É uma vergonha um órgão como AGU que tem mais de 20 anos de existência não possui um plano de carreira descente até hoje para os administrativos. As atenções são somente em benefícios dos Advogados da União.
Paulo Heron de Oliveira Inda | 16/05/2018 11h44
Após ter lido todos os comentários, vejo que nada é mais vergonhoso e injusto do que a situação dos PSE SERPRO que atuam na Receita Federal, muitos com + de 35 anos de serviço atuando em diversas áreas da RF desde a TI, aduaneira, muitos dos servidores da RF aprenderam o serviços com esses servidores e até hoje são relegados a um trabalho de exploração por parte da União, acredito que o pessoal da Previdência e os ATAS vão para o mesmo caminho, qual? transformarem em bagaço de laranja que após sugarem o suco são jogados no LIXO. A RF só valoriza o Auditor e Analista o resto é o resto.
IVAN CARLOS SANTANA | 23/04/2018 11h07
ATÉ QUANDO VAI FICAR PARADO PROJETO DE LEI 6788/2017 NA COMISSÃO CFT, VAMOS ENCAMINHAR PARA COMISSÃO DE CONTITUIÇÃO E JUSTIÇA. ATT.
Edith de Fatima Lélis Ribeiro | 09/04/2018 09h07
É preciso resolver a situação dos Analistas e Técnicos previdenciários. Fazer justiça! A Receita Federal do Brasil foi criada a partir da fusão da Receita Federal e da Receita Previdenciária através da Lei 11.457/2007. Há 11 anos estes servidores vem desempenhando as mesmas funções dos analista tributários da RFB, acessando os mesmos sistemas e ambientes de trabalho.Nós estamos nessa situação nos sentimos ultrajados, humilhados e sem a mínima motivação para o trabalho.Pedimos encarecidamente que se digne em resolver a nossa situação.A administração só tem a ganhar.
Elizabeth Maria das Dores Oliveira | 07/12/2017 22h11
É preciso resolver a situação dos Previdenciários de uma vez por toda. Fazer justiça! A Receita Federal do Brasil foi criada a partir da fusão da Receita Federal e da Receita Previdenciária. Não é justo somente os servidores da Receita Federal terem seus cargos de Nível Médio transformado em cargo de nível superior, denominado então, Analistas Tributários da Receita Federal e os Técnicos e Analistas Previdenciários, serem usados para ensinar os serviços tributários previdenciários e depois serem desprezados, desvalorizados e tirado dos servidores as atribuições oriundas do INSS/Receita Previd.
Genivaldo oliveria | 24/11/2017 17h34
A Carreira do servidores do Ministério da Fazenda já devia ter aprovado há muito tempo desde do governo lula e enrolaram e até hoje nunca houve da parte do governo interesse em aprova-la.
Cristina Andrade Aragon Gago | 17/11/2017 15h06
E a reestruturação da Polícia Federal, a qual estava na frente da AGU e Receita Federal? O que aconteceu ? Também queremos sair da vala comum. Merecemos !!!!!
Gi | 17/11/2017 00h41
A restruturação é necessária e urgente!!! Muitos servidores estão pedindo exoneração por falta de uma carreira justa.
GILVAM LAURINDO DOS SANTOS | 16/11/2017 14h13
Os salários pagos aos servidores administrativos da AGU é uma vergonha. Se considerar os salários deles em relação aos proventos dos advogados, de situação vergonhosa passa-se para uma situação humilhante. Parece que são servidores plenamente dispensáveis e que pouca ou nenhuma falta faz ao órgão.
<< < 1 > >>

Comentar

Ainda restam caracteres.

Declaro que estou ciente e aceito integralmente o termo de uso.

Para solicitações – correção, pedido de material ou esclarecimento de dúvidas – entre em contato pelo Fale Conosco.