Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

08/11/2017 20h54

Câmara aprova texto-base que acaba com progressão penal para assassinos de policiais

paulo | 09/11/2017 19h33
Este texto e um avanço para o PAIS,mas e muito pouco diante da criminalidade,que cresce assustadoramente,tem que se tomar ações mais severas,contra os criminosos,como certas regalias que eles tem numa prisão,o cidadão de bem aquele que contribuí não esta assistido igual um bandido,por ex:numa escola,não tem psicólogos,assistente sociais,e vários profissionais que se encontra num presidio,o principio e que possamos cuidar de nossas crianças,para que amanhã,ela não se torne um delinquente,mas acho que fazemos tudo errado,cuidamos de bandidos,e nossas crianças ficam a ver navio.
Marcelo Nunes Soares | 09/11/2017 15h31
Concordo plenamente que estes criminosos devam cumprir a pena em regime fechado, porém, acho ainda, que isto deveria valer não somente para homicídios contra policiais mas também contra qualquer cidadão trabalhador, pai de família, pagador de impostos que não tenham nenhum envolvimento com coisas ilícitas que muitas vezes atacados covardemente por estes criminosos.
adhemar gonçalves motta | 09/11/2017 14h54
gostaria que os parlamentares começassem a discutir penas mais rígidas para menores assassinos e também para criminosos de difícil recuperação
Márcio | 09/11/2017 14h08
Belissíma aprovação de Leí, no entanto, essa proposta deveria ser incluídos também os civis,a população no modo geral. Vale ressaltar, esse jugamento que irá ser discutido, tem que ser bem aprofundado, pois, caso de pessoas que vem ser presas por engano assustam. Também levenos em consideração, não generalizando, policias que tem o papel de defender a população, os mesmos estão do lado da criminalidade. Portanto, PL ( Proposta de Leí ) chega em uma boa hora diante desse crescente indice de matança a policias, porém as invertigações devem ser bem aprofudadas, para que não haja injustiça.
JOSE CAETANO | 09/11/2017 11h59
Parece que agora os deputados, acordaram para realidade, pois quando se mata Agentes da Segurança publica, estão atingindo toda sociedade, pois a policia é a malha protetora saudade. parabéns
Luís Gustavo Gonçalves Silva | 09/11/2017 11h22
Ótimo projeto de lei, apenas gostaria de opinar que a pena integral deveria se estender a civis de modo geral, e não apenas aos policiais. E claro, o código penal precisa ser revisto.
Walder Costa de Souza | 09/11/2017 09h19
Muito boa iniciativa na aprovação deste projeto de lei, ao qual determina o cumprimento integral da pena para meliantes que atentam conra membros da segurança pública, porém,deveriam aproveitar o ensejo, e alterar toda LEP, no tocante à progressão de regime, e principalmente, acabando de vez com o benefício de saída temporária, acho nais viável, que o preso que cometa crimes de homicídio simples, estupro, e outros com a progresão de regime para o semiaberto com 1/6 da pena, que passe a cumprir 80% da pena e após isso, seja beneficiado diretamente com o regime aberto,(prisão domiciliar).
Giancarlo Paulo | 09/11/2017 07h32
Exmos. Srs. Deputados, Muito boa iniciativa, todavia vejo como mais plausível mudar a legislação penal como um todo, através da promulgação de um novo Código Penal e não a alteração de legislação esparsa que, a meu ver, desarticula os esforços para que o deputados se debrucem sobre a matéria de alteração do CP.
Robson | 08/11/2017 22h50
As TVs começaram a mensurar a produtividade da Câmara quanto as Leis aprovadas na área da segurança, que está muito abaixo do esperado. Precisamos da 1) reformulação do ECA que faz parte do conjunto da obra. Aguardamos também o Senado fazer a parte dele e 2) aprovar PENA maior para MENOR que comete CRIME HEDIONDO. Entre outras: 3) Atualização das outras FORMAS e atos enquadrados como TERRORISMO , 4) Fim da saída temporária de presos , 5) Obrigatoriedade de PARLATÓRIO nos presídios.
<< < 1 > >>

Comentar

Ainda restam caracteres.

Declaro que estou ciente e aceito integralmente o termo de uso.

Para solicitações – correção, pedido de material ou esclarecimento de dúvidas – entre em contato pelo Fale Conosco.