Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

29/06/2017 16h19

Denúncia contra Michel Temer já tramita na CCJ; Rodrigo Maia diz que os prazos serão respeitados

Severino Alves dá Cruz | 04/07/2017 16h27
Senhores deputados, vocês têm uma chance de sair dá Câmara com dignidade. Se querem ter uma chance de voltar a representarem o povo de vossos estados, através do voto, cassem o mandato deste presidente corrupto, egresso de uma coligação corrupta e que se aliou à uma facção política corrupta para se manter no poder. Estaremos monitorando os votos de vossas excelências, num sinal claro de repúdio ao banditismo e apoio explícito à remoção de todos os que pretendem continuar com essas práticas.
Luiza Rodrigues Rabelo | 03/07/2017 14h43
O que mais podemos esperar dessa Casa. Afinal, há deputado que cumpre regime semiaberto, ainda assim, despacha, propõe projetos, vota Leis. Se não "fosse trágico, seria realmente cômico". Infelizmente estas coisas só acontecem mesmo no Brasil. O País da IMPUNIDADE, da falta de VERGONHA por excelência. Que diferença existe entre muitos que ocupam cadeiras no Congresso e pessoas ligadas ao PCC, etc.? Pobre população brasileira!
Erasmo Neto | 03/07/2017 09h20
Fonte Wikipédia."O último país do mundo ocidental em que o duelo era legal foi o Uruguai, que o manteve em legislação própria até a década de 1980".O Brasil segue o conceito de evolução.A evolução parte de princípios conhecidos e vai aumentando com o tempo;Ex: O caso dos 7 anões do congresso.Ex:A orientação da ONU em relação a corrupção Estatal e Privada.Sugestão de leitura:Livro;Corrupção e Impunidade,nunca mais do Ex Senador Pedro Simon.Se a palavra evangelho significa a boa nova,os gestores da rés publica concursados ou eleitos deveriam estar atentos lendo;não colocando vasos de flores...
Wellington Moreira | 30/06/2017 15h30
O povo brasileiro espera que a Câmara seja responsável e não deixe que o Presidente do Brasil continue sendo um político do naipe de Temer. Caso contrário: VERGONHA HISTÓRICA.
Erasmo Neto | 30/06/2017 09h30
Calma e paciência,estamos em processo de purificação temos que respeitar nossos semelhantes,mesmo não concordando com as atitudes deles.Calma o processo vai chegar até cada um de nós.Ex:Os teles jornais nacionais informaram:escutas gravadas revelaram a existência de Policiais prestando serviços extras ao crime organizado em Niterói R/J.A liberdade é ampla, a lei do livre arbítrio pode definir as escolhas individuais.Em regime democrático,não existe achismo como base para discutir,existe a constatação de quebra das regras ou leis por indivíduos,"escolhas"; fornecendo a base para o julgamento.
Edson Nilton dos Santos | 29/06/2017 19h20
Infelizmente o que podemos esperar desse capítulo de uma novela que se arrasta pleo nosso legislativo é mais uma vez é a total falta de respeito pelo povo brasileiro.Em qualquer lugar do mundo é inconcebível a atitude mentirosa e a falta de escrúpulos de nossos políticos. Eles mentem descaradamente e ainda pensam que o povo é idiota ao tentarem desmentir fatos tão evidentes, que foram ditas e gravadas. A realdade colocada de maneira ampla. Pnso que o próprio presidente e seus cupinchas não acreditam naquilo que dizem, apenas repetem uma mentira constantemente achando que se tornará verdade.
ELIDIO BERTONI | 29/06/2017 18h38
Todos sabemos que Maia come na mão de Temer e esta segurando pedidos de Impeachment. Ele vai fazer de tudo para manter o Chefão no poder. Não esperem atos de MORALIDADE dos deputados,pois a muitos eles perderam a MORAL perante o povo Brasileiro. Esta declarado que TEMER é corrupto,que a maioria dos deputados são corruptos e eles nos tratam como imbecis. Pena que o poder faça isso aos HOMENS,os tornem IMORAIS. Parem com o teatrinho e ja digam que o TEMER vai ficar, INFELIZES Aos poucos com moralidade nesta casa,meus pesames pela vergonha que passam..
José Ivan Mayer de Aquino | 29/06/2017 17h23
Ritual fúnebre marcado por defesas inverossímeis depois do espetáculo grotesco do dia 17/04/2016 em que deputados/as admitiram o processo contra uma mulher honesta. Não creio na possibilidade de reeleição para quem votar contra a admissibilidade.
<< < 1 > >>

Comentar

Ainda restam caracteres.

Declaro que estou ciente e aceito integralmente o termo de uso.

Para solicitações – correção, pedido de material ou esclarecimento de dúvidas – entre em contato pelo Fale Conosco.