Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

03/01/2017 20h21

Proposta estabelece prevalência de acordo coletivo sobre legislação trabalhista

alan | 26/04/2017 12h07
Dizer que fracionar férias a critério da empresa, aumentar a carga horária, diminuir o limite minimo do intervalo do almoço, excluir todo o horário do deslocamento (inclusive em viagens a serviço) ao trabalho, etc... não ser prejudicial ao trabalhador !!?? Voce precisa ler mais amigo.
Amaral Dias | 25/04/2017 12h37
Já li o PL 6.898/16 algumas vezes. Confesso que não encontrei um dispositivo sequer que retire direitos dos trabalhadores. Vejo muito choro por partes dos "vermelhinhos". A propósito, percebo que até mesmo juristas e magistrados da Justiça do Trabalho que criticam o referido PL não conseguem sequer apontar um dispositivo deste que seja maléfico aos trabalhadores. Fazem apenas discursos pedagógicos de caráter meramente político. Estamos vivendo no Séc. XXI, mas continuamos falando de coisas do Séc. XX. Penso que a reforma poderia, inclusive, ser mais ampla.
Warlen | 20/04/2017 13h07
Minha pergunta é, qual direito o trabalhador está perdendo?
VANESSA MARQUES DE SOUSA | 20/04/2017 09h48
Realmente isso não vai melhorar pra o trabalhador... Só vejo tirar direitos e aumento da carga de trabalho!
Pedro | 18/04/2017 23h53
E o artigo. 384 da CLT?
Alcides Pedro Stefani | 06/04/2017 14h25
A prevalência do acordo coletivo, sobre a legislação trabalhista, me parece um avanço. O sindicato de cada categoria, negocia diretamente com as empresas. Tal medida, a meu ver, facilita as negociações entre empregados e empregadores, respeitando também, as características particulares de cada região.
Jader | 02/02/2017 16h18
Até quando ficaremos refém dessa mentalidade arcaica da esquerda??
Erminio Lima Neto | 09/01/2017 14h29
Há um vicio de origem na proposta; o acordado jamais prevalecerá sobre a lei. O acordado prevalecerá sobre a interpretação da lei, combatendo portarias, instruções normativas, pareceres, jurisprudências e decretos. A ótima intenção é acabar com o excesso de ativismo legislativos de agentes públicos e, principalmente, da Justiça do Trabalho.
claudemir | 04/01/2017 09h29
Vocês estão de brincadeira, acabar mais com nossos direitos....
<< < 1 > >>

Comentar

Ainda restam caracteres.

Declaro que estou ciente e aceito integralmente o termo de uso.

Para solicitações – correção, pedido de material ou esclarecimento de dúvidas – entre em contato pelo Fale Conosco.