Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

07/10/2016 15h08

Comissão aprova dispensa de carência em benefícios do INSS a portador de lúpus ou epilepsia

fernanda candida | 21/09/2017 01h25
oi,tenho epilepsia enchaqueca convulsões problemas psíquicos tomo gardenal rivotril carbamazepina florexene e ainda tenho convulsões dormindo e enxaqueca constante como uma pessoa asdim trabalha?e muitas as vezes minha mente falga tenho pressao na cabeca e fico irritada e muito triste isso sera que tem como eu recorrer ao inss?pois ate passe livre com acompanhante consegui me ajudem por favor
Elenito | 29/08/2017 10h55
Tenho epilepsia desde os meus 16 anos,tomo 4 cumprimidos gardenal por dia,dois na manha e dois a noite,nunca recebi nada,uma vez tentei dar entrada no inss,me disseram que eu nao tinha direito,pois eu nao pago previdencia queria saber se tenho algum direito sim ou nao
tiago matos | 27/07/2017 16h17
Tenho epilepsia desde os meus quinze anos, depois que sai do meu primeiro emprego, nunca mais consegui outro, pois já na entrevista, fico nervoso e ansioso e acabo convulsionando ,passo parte do dia dormindo,pelo fato de que tomo três comprimidos de 250mg e mas 2 de 100, e fora outro que é de um outro problema de saúde que descobri a dois anos. Gostaria de saber como faço para dar entrada no auxilio
Gustavo Giorgis Santos | 14/07/2017 22h02
Olá, sou Químico Licenciado e atuei como professor durante 6 anos, no entanto fui exonerado do cargo, estou desempregado e me sinto incomodado em relação a inscrição em concursos públicos como portador de necessidades especiais, segundo a lei 8213/91. Como cidadão comum, tento disputar vagas em concursos normalmente. Mesmo sendo enfermo, ingerindo fármacos potencialmente danosos ao lado psíquico, devido ao sono demasiado e até mesmo outros sintomas. Mas... quero destacar o medo em ser aprovado em um concurso e não poder exercer o cargo, devido a enfermidade. O que fazer, disputar vagas como?
Pedro Baruque | 29/05/2017 14h18
Tenho epilepsia desdos meus 7 anos e ja tentei trabalhar só que tive convulsão no trapalho e fui mandado embora por conta disso. Já tive convulsão em casa e perdi os meus 3 dentes da frente. Quando tenho convulsões perco a memória, perco a visão entre outras coisas.Por conta disso tudo que acontece comigo quando tenho crises eu tive 4 surtos e gostaria de saber como faço para da entrada nesse auxílio doença.
Maria de Fatima | 22/05/2017 14h32
descobri o Lúpus a dez anos e fazem dois anos que estou com um pedido de auxilio doença na advogada Federal e estou trabalhando com muitas dores tenho pressão alta problemas nos ossos e nada é resolvido sem contar que ja tenho 56 anos e faço 57 dia 19/06, até quando vou ter que esperar.
Mariana | 16/05/2017 19h17
Quando é uma lei que favorece quem precisa é essa demora toda! Desde 2010 eles estão enrolando a população que tem lupus sabe o quanto sofre..
maicon henrique ribeiro | 22/03/2017 13h15
sou portador da epelipsia, nao consigo trabalhar me sinto muito sonolento pois tomo 6 comprimido de 200 gr por dia, sem dizer os comentarios na empresa de pessoas que nem sabem oq se passa e dao risada do ocorrido .... brincadeiras de mau gosto por eu ser mais lento nas atividades...passei farias vezes convulcionei por diverssas vezes nos serviços e ai entao cansei e nao quero mais passar por essa situaçao...graças a deus que tenho minha mae ...mais gostaria muito de poder ajudar ele e se o beneficio viesse seria muito bom....bom dia a todos...e vamos lutar pelos nossos direitos....
Cesar Mendes | 12/02/2017 01h22
Minha esposa tem Lupus a 17 anos, tem Nefrite Lúpica, pressão alta, problemas no pulmão, já passou por diversas cirurgias e internações. Não trabalha fora porque está sempre cansada e sem ânimo para fazer as atividades do lar. e mão recebe nenhuma ajuda do Governo, tenho que buscar remédios todo mês no posto de saúde além de remédios de alto custo e uma medicação via judicial.
Maria Helena Silva | 31/01/2017 16h51
Gostaria que pudesse ser incluso no referido processo PL 7797\10 o beneficio aos portadores de 'Artrite Reumatóide' Doença autoimune , incurável,cuja medicação biológica é de alto custo, também é incapacitante.Em 2012 juntamente coma Deputada Andreia Zito muito lutamos para a aprovação da PEC 270 que transformou-se na EC 70 garantindo aos servidores públicos reféns da EC 41, tiveram a Paridade de volta nos seus rendimentos. Uma luta contínua junto aos parlamentares.
<< < 1 2 > >>

Comentar

Ainda restam caracteres.

Declaro que estou ciente e aceito integralmente o termo de uso.

Para solicitações – correção, pedido de material ou esclarecimento de dúvidas – entre em contato pelo Fale Conosco.