Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

28/03/2014 19h06

Jango tinha 70% de aprovação às vésperas do golpe de 64, aponta pesquisa

Pedro Múrias | 27/02/2018 11h57
Infelizmente a História é escrita pelos vencedores. João Goulart, foi um grande Estadista, e não o Playboy irresponsável que os Historiadores Caluniosos o caracterizavam.Em 1961, aceitou a implementação do Parlamentarismo, para evitar uma Guerra Civil Sangrenta. O mesmo fez no Golpe de 1964 de novo para evitar um Mar de Sangue. Como disse o Professor Darcy Ribeiro o Governo João Goulart caíu não, por seus defeitos mas por suas virtudes. Nas vésperas do Golpe de 64 João Goulart, segundo pesquisa do Ibop, tinha o Apoio de 70% do Povo Brasileiro.
Fernnando PF | 24/02/2018 13h59
Ahh o "Datafoice" (da "Foice de São Paulo") que fez essa pesquisa é? A ta acredito em Papai Noel agora, ta bom. Se Jango era tão popular assim então porque ele só conseguia reunir menos de 100 mil pessoas em seus discursos e o movimento contrario a ele conseguia reunir mais de 500 mil? Só falta agora o "Datafoice" falar que a maioria da população foi contra o Impeachment da Dilma.
Russo | 08/09/2017 19h04
O que Jango fazia passava galáxias distante de ser comunismo. De fato, o qye houve foi histeria paralela a guerra fria somada a maiores ambições da burguesia. No fim, nos livramos do ditador demoníaco caindo nas garras dos generais infernais, da panela para o fogo, do 6 pelo meia dúzia, e tome pancada nos peitos de quem sempre mais se arrebenta.....o contribuinte plebeu!
Makyalisson Peres Wanderley | 13/08/2017 12h53
Já está sendo divulgado traduções de correspondências entre Mocou e Tchecoslováquia, onde é possível encontrar planos de ações políticas comunistas na América do Sul e Brasil. Foi descoberto também o documento falso produzido pela KGB acusando os EUA como articulador do "Golpe".
Joao | 02/04/2014 17h29
Concordo com Felipe. Mas, questiono a notícia do IBOPE que apresenta pesquisas 50 anos após a revolução. Na época a revolução teve engajamento de toda a sociedade, inclusive igrejas que com certeza queriam o melhor para o Brasil, não deixando que os comunistas modificassem para uma Ditadura Comunista. O problema foi a ala radical do exercito tomar conta e começar a perseguir os comunistas, bem como nossa presidente.
Felipe | 01/04/2014 11h22
É evidente que a revolução de 1964 marcou o impedimento de um golpe comunista no Brasil. Infelizmente após essa derrota dos comunistas, houve alguns abusos que não podemos repetir ou tolerar. Mas basta ver o que aconteceu com outros países como Cuba, onde também os derrotados foram massacrados e continuam sendo presos e assassinados é que hoje o governo também simpatizante do comunismo ditatorial teria feito muito pior se conseguisse um poder maior. Hoje o brasileiro sofre todos os dias, a luta do comunismo ainda não é armada, mas a corrupção, mentira e violência crescem cada dia mais.
<< < 1 > >>

Comentar

Ainda restam caracteres.

Declaro que estou ciente e aceito integralmente o termo de uso.

Para solicitações – correção, pedido de material ou esclarecimento de dúvidas – entre em contato pelo Fale Conosco.