Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

13/03/2014 19h04

Câmara promove enquete sobre exigência de aprovação no Enade para obter diploma

JOSE MARIA NOGUEIRA FOGAÇA JUNIOR | 28/07/2015 22h10
O MEC deveria sim avaliar melhor as faculdades e universidades, fiscalizando-as, principalmente se os alunos cumprem estágios reais. Na área de medicina, exigir um ano em pronto-socorro para os recém-formados.
Gustavo | 24/06/2015 21h56
Nada mais justo que o MEC subsidiar um novo curso e pagar danos morais ao cidadão que confiou numa avaliação errada do MEC.
Isaque Gomes Ribeiro | 24/06/2015 16h58
O mais interessante é que existam exames específico para áreas específicas, como a medicina, a farmacêutica, por exemplo. O ENADE, assim como o SARESP, não pode significar nada, pois pode ser camuflado, podendo gerar a expedição de certificados por uma mera aparência. Assim, seria muito mais viável e eficiente o uso de exames específicos de área, de prática e não somente de teoria, como é o ENADE.
Eduardo | 11/06/2015 10h44
Sem este vínculo o ENADE não significa absolutamente nada.
Junior | 05/06/2015 12h52
Sim. Existem faculdades de péssima qualidade, distribuindo diplomas a baixo custo. Além do mais, com essa regra os alunos finalmente levarão o ENADE a sério, facilitando e tornando mais real o ranking das universidades. Acredito ainda que a implementação da regra não seja feita baseada nessa votação, é lógico que a maioria vai dizer não, por motivos óbvios.
Wander de Almeida | 05/06/2015 12h44
Não concordo que os estudantes do ensino superior só recebam o diploma de conclusão do curso depois de aprovados no Enade,mas acho que cada conselho deveria aplicar um exame de suficiência para então liberar o registro ,se aprovados ,assim com já faz o CRC e a OAB.
Christiane | 04/06/2015 09h39
Nunca li uma proposta mais descabida! Desvirtua totalmente os objetivos do SINAES. Além de não acrescentar nada à melhoria do ensino superior, não poderia nunca ser efetivado! Já imaginaram o custo operacional e as consequências para os estudantes das falhas que certamente ocorreriam? Totalmente sem noção! Acho que os deputados acham que a educação no país vai muito bem, e que não há outras coisas mais importantes a serem resolvidas! Porque não tentam ações para melhorar o ensino básico? Os alunos chegariam melhor preparados ao ensino superior!!! Ainda bem que a proposta está arquivada...
Wellington Lemos | 02/06/2015 09h26
Não. Nem consigo acreditar que tamanho desvirtuamento de um objetivo esteja em pauta. Rídiculo. O ENADE tem o objetivo de avaliar a universidade e até colocarem-nas em um Rancking. Ora, se uma pessoa cursa uma universidade "ruim" já sai praticamente com esse "carimbo" no diploma: "Estudei na universidade ruim, vai me dar emprego?", e a nota ruim tem outras consequências para a universidade e os alunas. Negar o diploma para uma pessoa que passou 5 anos estudando, independente de qual seja a universidade é ridículo, retrocesso de objetivos. Bom é trabalhar para melhorar as universidades "ruins".
Douglas Vieira | 04/05/2015 12h15
Sim.Porque estão abrindo faculdade desenfreadamente e estão deixando a qualidade de ensino de lado. Existe instituições por aí que vestibular proforme. Por isso que concordo que o exame do ENADE seja obrigatório em todos os cursos e com sua aprovação para receber o diploma.
Fabíola | 08/04/2015 17h22
Não. O estudante já faz provas durante a faculdade. Desnecessária a obrigatoriedade de passar no Enade. Concordo com provas específicas para obter carteiras para efetivo exercício da profissão, mas vincular o diploma ao Exame, não.
<< < 1 2 3 4 5 6 > >>

Comentar

Ainda restam caracteres.

Declaro que estou ciente e aceito integralmente o termo de uso.

Para solicitações – correção, pedido de material ou esclarecimento de dúvidas – entre em contato pelo Fale Conosco.