Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Página Inicial / Atividade Legislativa / Comissões / Comissões permanentes / Comissão de Fiscalização Financeira e Controle - CFFC / Notícias / Hugo Motta é eleito presidente da Comissão de Fiscalização Financeira

Hugo Motta é eleito presidente da Comissão de Fiscalização Financeira

O deputado Hugo Motta (PMDB-PB) foi escolhido para presidir a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados por 14 votos dos membros do colegiado. Em seu discurso como presidente, Motta parabenizou a gestão do deputado Edinho Bez (PMDB-SC), que disse acreditar que o novo presidente da Comissão e companheiro de partido vai desempenhar um grande trabalho à frente da Comissão que tem um papel muito importante para o parlamento brasileiro.
26/02/2014 15h40

Hugo Motta é eleito presidente da Comissão de Fiscalização Financeira

Deputado Hugo Motta, preside a CFFC em 2014.


Edinho agradeceu as congratulações dos membros das comissões e deixou a presidência à disposição de todos os parlamentares. O deputado disse também contar com a colaboração de todos para que a CFFC possa continuar desempenhando suas atividades com bastante êxito, assim como aconteceu no ano de 2012. "Queremos continuar discutindo a telefonia móvel, o alto preço das passagens aéreas e a problemática da seca no Nordeste", garantiu o novo presidente. Deputados João Arruda (PMDB-PR) – vice-presidente, Felipe Bornier (PSD-RJ) – 2º vice-presidente e Manuel Rosa Neca (PR-RJ) – 3º vice-presidente.
 
Eleito aos 21 anos de idade, Hugo Motta é o deputado federal mais jovem desta legislatura e está em seu primeiro mandato. Ele é neto do ex-deputado federal Edvaldo Motta e da ex-deputada estadual Francisca Motta (PMDB) atual prefeita de Patos (PB). O pai, Nabor Wanderley, foi prefeito daquela cidade  por duas vezes, também pelo PMDB.  Participa também da Comissão especial que estuda a regulamentação do marketing multinível (PL 6667/13) e é presidente da Frente Parlamentar do Jovem Empreendedor.

Atribuições da Comissão

Fiscalizar o uso dos recursos públicos na cidade, no estado ou mesmo em nível nacional pode parecer, em princípio, tarefa espinhosa, mas é este o trabalho da Comissão, que tem como objetivo a tomada de contas do Presidente da República, apreciação de planos e programas de desenvolvimento nacional ou regional, de representações do Tribunal de Contas solicitando sustação de contrato impugnado ou outras providências a cargo do Congresso Nacional, requisição de informações, relatórios, balanços e inspeções sobre as contas ou autorizações de despesas de órgãos e acompanhamento e fiscalização contábil, financeira, orçamentária, como consta no artigo 32 do regimento interno da Câmara dos Deputados.

Os deputados João Arruda (PMDB-PR), Felipe Bornier (PSD-RJ) e Manuel Rosa Neca (PR-RJ) foram eleitos 1º, 2º e 3º vice-presidentes, respectivamente.