Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Canto das Letras

canto das letras - set. 2012

O Canto das Letras, promovido pelo Centro Cultural Câmara dos Deputados Zumbi dos Palmares, com o apoio da TV Câmara e do Sindilegis, é um programa que contempla artistas de Brasília, aliando música e literatura. Em formato de talk-show, o ator Jones Abreu e a poeta Isolda Marinho recorrem a um bate-papo informal, no qual a plateia pode participar. Eles fazem a leitura dramatizada de textos dos escritores e conversam sobre carreira e processo de criação, entremeando com as composições do músico. Na edição de setembro, o evento contará com a presença da escritora Nena Medeiros, do escritor Alberto Rodrigues (Amigão), além do cantor e compositor Beirão.

 

                Os convidados

 

Alberto Rodrigues é mais conhecido como Amigão, apelido que ganhou devido à forma como chamava os colegas de trabalho. O apelido pegou de tal forma que, em vez do próprio nome, em seu crachá institucional lê-se Amigão. Com 36 anos de Brasília, dos quais 28 no Tribunal de Contas da União, Amigão ingressou no TCU como garçom, foi aprovado em  concurso público para Agende de Portaria, estudou e hoje é técnico federal de controle externo da Seção de Pautas.                

Natural de Correntina (BA), começou, aos 14 anos, a trabalhar como  repentista  em festas, e aos 17 passou a escrever literatura de cordel. Autor do livro O lema de um nordestino e outros cordéis do Amigão (LGE Editora, 2005), com ilustrações de Jô Oliveira, Alberto contribui para a literatura de cordel produzida na capital federal.     

Nas palavras do ex-deputado Ubiratan Aguiar: “A poesia do Amigão traz sempre uma lição de vida. Revela a constante atenção aos fatos que o cercam e, sobretudo, reflete o carinho que nutre por todas as pessoas de seu convívio. Converte a aridez dos problemas do cotidiano na leveza da brisa das manhãs de primavera”.

 

A carioca Nena Medeiros escreve desde muito jovem e, há quatro anos, resolveu publicar seus escritos. É autora ou co-autora de mais de 800 textos, dentre poesias, contos, crônicas, peças de teatro e letras de música.

Publicou dois livros de contos e participou de várias coletâneas, em especial na Câmara Brasileira de Jovens Escritores. Premiada em alguns concursos, venceu um dos desafios literários do Núcleo de Literatura da Câmara dos Deputados, nas categorias humor, conto, microconto e conto infantil, e ficou em segundo lugar nas categorias carta e poesia. Nas últimas edições, participou como jurada.

Nena Medeiros é tesoureira do Sindicato dos Escritores do DF, escreve para o jornal Alô Brasília e para a revista Meia Um e está trabalhando na produção de dois novos livros de contos e crônicas e um de poesia.

 

Beirão é um músico cearense que reúne em seu repertório músicas populares do Nordeste, sem abandonar as influências de Jackson do Pandeiro, Luís Gonzaga, Trio Nordestino e tantos outros. Incorpora ao seu estilo influências da MPB, do Rock brasileiro e da música universal.

Seu trabalho tem uma sonoridade envolvente e bem humorada, marca registrada de seus shows. Com 25 anos de carreira, Beirão já tocou com artistas como Renato Russo, Cássia Eller, Zé Ramalho, Gilberto Gil e Alceu Valença. Fez shows na Alemanha, Espanha, Portugal, Suíça e Holanda.

Atualmente divulga o Projeto Forró Pé de Serra Brasil,  em parceria com o ponto de cultura Invenção Brasileira. Vem fazendo as trilhas sonoras dos Mamulengos Sem Fronteiras, de Walter Cedro, e Presepada, de Chico Simões. Também é parceiro dos pontos de cultura Circo Lahetô,  com a trilha sonora do espetáculo circense História de Goiás no Picadeiro, e Pontão de Cultura República do Cerrado, com várias atividades.

 

               

Serviço

 

Canto das Letras

A literatura encontra a música

 

Dia 20 de setembro, quinta-feira

19 horas

Auditório da TV Câmara

Câmara dos Deputados

Entrada franca