Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Portal da Câmara dos Deputados

  • Acessível em Libras
  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto

Navegação Global

Câmara dos Deputados
Você está aqui: Página Inicial > A Câmara > Programas Institucionais > Meio ambiente > EcoCâmara > O EcoCâmara > Notícias do EcoCâmara > Consultora Legislativa fala sobre trabalhos de sustentabilidade na Câmara

Consultora Legislativa fala sobre trabalhos de sustentabilidade na Câmara

11/08/2016 10h40

Consultora Legislativa fala sobre trabalhos de sustentabilidade na Câmara

Consultora legislativa Roseli Senna Ganem

Formada em Biologia, Roseli Senna Ganem é Consultora Legislativa na Câmara dos Deputados. Na área de meio ambiente, realiza trabalhos principalmente com os temas Biodiversidade e Gestão de Desastres.

Como foi o seu envolvimento com o EcoCâmara? 

Meu envolvimento com o EcoCâmara, de maneira mais formal, é recente. O Vicente, atual coordenador do Comitê, me chamou para participar quando assumiu a coordenação e eu achei muito legal, sendo um trabalho muito diferente do nosso cotidiano na Consultoria, onde atendemos os parlamentares e tem um foco mais legislativo. Com o trabalho feito por vocês, a gente pode desenvolver projetos mais pragmáticos, tem a oportunidade de fazer atividades mais ligadas à comunidade. Não só a comunidade da Câmara dos Deputados, mas também pessoas de fora. A gente tem muito orgulho de ter uma instituição realizando atividades tão interessantes e não só aprimorando a gestão ambiental da Casa, mas também divulgando para a sociedade uma lado legal e bacana do Poder Legislativo, desenvolvido pelos servidores.

Em que você está trabalhando no momento?

No Brasil os desastres são muito relacionados à degradação ambiental. São enchentes, deslizamentos de terra, que têm relação com o desmatamento e o não cumprimento do Código Florestal. Eu comecei a trabalhar com Gestão de Desastres em 2011, justamente quando ocorreram os deslizamentos na região serrana do Rio de Janeiro e morreram mais de 900 pessoas. Estava em debate também o Código Florestal, e eu estava trabalhando no Código. Daí eu tive interesse de me envolver nessa área e tem sido muito interessante.

Na parte de Biodiversidade eu tenho trabalho principalmente com um tema que ainda não conta com uma legislação nacional, que é o Pagamento por Serviços Ambientais, um tema de suma importância, mas que ainda está meio travado aqui na Câmara. É uma agenda que está caminhando lentamente, mas que está avançando muito no Brasil, e por isso a gente espera que em breve haja uma legislação nacional sobre o tema.

Qual a sua avaliação sobre a palestra sobre Biodiversidade realizada em junho, em parceria com o EcoCâmara?

Eu acho que foi um evento muito legal, que superou minhas expectativas porque os palestrantes foram muito bons e a participação do público também. Normalmente não é fácil mobilizar pessoas para participar dos eventos, porque são muitas atividades acontecendo simultaneamente na Casa, por isso acaba gerando sempre uma dificuldade em relação à mobilização do público. Nesse evento, tanto os palestrantes como a presença do público foram muito boas, as pessoas gostaram muito do que ouviram, então é muito bom a realização desse tipo de evento, porque a gente leva uma mensagem sobre a importância da conservação do nosso planeta e ajuda a divulgar ideias de cunho ecológico.

A Consultoria Legislativa (Conle) assessora os parlamentares com estudos para a proposição de novas leis. O EcoCâmara assessora a Diretoria-Geral para aperfeiçoar a gestão socioambiental da Casa. Que tipo de trabalho pode ser feito em conjunto? 

O EcoCâmara tem um trabalho superinteressante. Já existem várias frentes de gestão que estão avançando muito em função do trabalho realizado pelo EcoCâmara, através das parcerias que são feitas com os diversos órgãos de administração da Casa. Exemplos são a gestão de resíduos sólidos, a parte de água, onde tem sido feita trocas de torneiras e outros equipamentos mais eficientes. Alguns temas estão avançando, porém existem outros, como o consumo de energia elétrica, que ainda poderiam avançar. Outro dia estávamos discutindo sobre o uso de energia solar. Talvez a Administração da Casa possa desenvolver um projeto de implantação de placas solares para fornecimento de energia fotovoltaica para parte do consumo da Câmara. Outra coisa interessante também seria a implantação dos telhados verdes. A parte de energia pode avançar bastante na Câmara, e a Consultoria Legislativa pode dar um reforço nesse sentido, tanto com os consultores da área ambiental quanto os da área de energia. A parte de jardins está bem desenvolvida na Casa. Nós temos um departamento de jardins que faz um trabalho muito bom, que cuida muito bem e faz reciclagem de produtos. Um outro ponto interessante que a Conle pode oferecer é a parte dos eventos de divulgação de ideias. Eu acredito também que o EcoCâmara tem um papel educativo muito forte no ambiente interno, e também através de parcerias com entidades que tenham interesse de promover a educação ambiental. Isso é uma frente muito bonita de trabalho e que sempre tem muita carência. 

Informações de Apoio

Mapa do Portal