Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Resgate de um importante episódio da história da democracia brasileira e respeito ao meio ambiente fazem parte da proposta de gestão do Parque Bosque dos Constituintes, criado em 2008. Com 70 mil m² de área, localizado ao lado da Praça dos Três Poderes, no Plano Piloto de Brasília, o local tem duas missões primordiais: lembrar ao Brasil um capítulo crucial da sua memória – a Assembleia Nacional Constituinte e a Constituição Federal de 1988 – e servir como referência para a conservação e a sustentabilidade ambiental.

A consciência ecológica fez história

A consciência ecológica fez história

A Constituição de 1988 foi a primeira na história do Brasil a incluir um artigo inteiramente dedicado à proteção ao meio ambiente, o 225. Para celebrar este feito e homenagear os parlamentares constituintes, nada mais emblemático do que o gesto de plantar árvores – ou um bosque inteiro.

As árvores do Bosque

20 espécies arbóreas foram selecionadas para compor originalmente o Bosque dos Constituintes, que foi formado por 600 árvores. Quase todas são nativas do Brasil. Existe ainda o grupo de árvores históricas e o de árvores comemorativas.

A avifauna do Bosque

O Parque Bosque dos Constituintes tornou-se o lar de um grande número de aves, inclusive algumas migratórias. Até o momento, foram identificadas e fotografadas 55 espécies diferentes vivendo ali. Tornou-se, assim, local para preservação das espécies que habitam o cerrado.

Documentos históricos do Bosque

Documentos históricos do Bosque

Acompanhe momentos marcantes da história do Bosque dos Constituintes conferindo alguns de seus documentos oficiais.