Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Página Inicial / Institucional / Estrutura organizacional / Secretarias / Secretaria da Mulher / Notícias / Mulher não é trampolim de candidatura", defende Coordenadora dos Direitos da Mulher

Mulher não é trampolim de candidatura", defende Coordenadora dos Direitos da Mulher

18/05/2017 15h55

A Coordenadora da Secretaria da Mulher, Deputada Federal Soraya Santos (PMDB/RJ), participou nesta terça-feira (17/05) do Movimento Mulheres Municipalistas (MMM) realizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), que ocorreu na 20º Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. O assunto discutido na audiência foi para melhorar a representação política feminina na política. 

“Em primeiro lugar, temos que convocar mulheres a participar da vida política do país. Estamos começando uma caminhada”, afirmou a idealizadora do MMM, primeira-dama do municipalismo brasileiro, Tânia Ziulkoski. 

Segundo a parlamentar Soraya Santos, “é inimaginável uma sociedade que possa discutir projetos sem ter o olhar do homem e da mulher”. 

A Senadora Ana Amélia, membro da bancada feminina do Senado Federal, defendeu a capacidade das mulheres em fazerem parte da política. “Nós mulheres continuaremos no Senado lutando bravamente para defender exatamente uma maior participação de mulheres nas decisões políticas do país”. Argumentou a senadora. 

Durante a fala, a deputada Soraya Santos quebrou o mito de que mulher não gosta de política e ainda explicou a PEC 134 em que garante cadeiras efetivas para mulheres. 

“O que a mulher jamais vai admitir é ser trampolim para candidatura masculina. Isso ela não vai concordar! Esse ano estamos com a PEC 134 pronta para ser votada na Câmara dos Deputados. Ela propõe uma mudança de modelo garantindo 10% de cadeiras efetivas na Câmara dos Deputados, nas Assembleias Legislativas, na Câmara Legislativa do Distrito Federal e nas Câmaras Municipais”. Explicou a parlamentar. 

Estiveram presentes no evento a Ministra Conselheira e Chefe de Delegação Adjunta da Delegação da União Europeia no Brasil, Claudia Gintersdorfer; Fundadora da CNM, Dalva Christofoletti Paes da Silva; a Representante do Escritório da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman; membro da bancada feminina do Senado Federal, Senadora Marta Suplicy; Senadora Simone Tebet e a Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher na Câmara dos Deputados (CMULHER), Deputada Shéridan Estérfany Oliveira de Anchieta.