Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Coordenadoras Adjuntas

1ª Coordenadora Adjunta - Deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO)

A deputada federal Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM/TO) é filha de professores e tem uma vida ligada à educação. Dorinha esteve à frente da Secretaria da Educação e Cultura do Tocantins por quase 10 anos, e promoveu uma revolução educacional e cultural no Estado. Criou programas de valorização do professor como o Plano de Carreira e Subsídios, cursos de capacitação e formação continuada, criou o Salão do Livro do Tocantins, instalou as primeiras escolas de tempo integral, popularizou as bibliotecas escolares, promoveu a educação indígena e a inclusão digital nas escolas, entre muitas outras ações.

Um dos mais importantes programas criados por Dorinha foi o Escola Comunitária de Gestão Compartilhada, que revolucionou a relação escola/comunidade democratizando os recursos e dando autonomia de gestão às unidades de ensino. O programa foi copiado por diversos estados brasileiros.

Professora Dorinha colocou o Tocantins em destaque nacional quando ocupou a presidência do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) por dois mandatos. Foi eleita deputada federal pelo Tocantins pela primeira vez em outubro de 2010. Em seu primeiro mandato, fez parte de diversas comissões, onde destacam as de Educação, Cultura, Especial de Reformulação de Ensino Médio, e teve participação fundamental na votação do Plano Nacional de Educação com a aceitação dos 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a área, entre outras importantes metas. Nas eleições de 2014, Professora Dorinha foi reeleita deputada federal.

 

2ª Coordenadora Adjunta - Deputada Ana Perugini (PT-SP)

Deputada Ana Perugini

Nascida em Cariacica, no Espírito Santo, Ana Perugini é deputada federal pelo PT de São Paulo. É advogada, pós-graduada em Gestão e Políticas Públicas e funcionária licenciada do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP). Foi vereadora em Hortolândia, cidade onde vive, de 2005 a 2006, e deputada estadual por dois mandatos (2007-2010 e 2011-2014).

Logo ao chegar à Assembleia Legislativa de São Paulo, Ana propôs a vacinação de meninas e mulheres contra o papiloma vírus humano (HPV), por meio do projeto de lei 708/2007. A vacina não foi aceita pelo Governo do Estado mas, sete anos depois, foi implantada pelo Ministério da Saúde e hoje faz parte do calendário nacional, agora também imunizando meninos. Até então, a dose só era oferecida pela rede privada.

Na Câmara dos Deputados, a deputada já integrou diversas comissões e atualmente integra a de Minas e Energia, Desenvolvimento Urbano, Defesa dos Direitos da Mulher e a Comissão de Educação. A parlamentar também faz parte de várias comissões especiais, dentre elas a da Crise Hídrica, de Licitações e a que visa debater a PEC 134/15, que fortalece a representação das mulheres nos legislativos federal, estaduais e municipais.

Ana Perugini é coordenadora-geral da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos Humanos das Mulheres no Congresso Nacional e responsável pelas frentes parlamentares em Defesa da Implantação do Plano Nacional de Educação (PNE) e de Promoção e Defesa da Criança e do Adolescente no Estado de São Paulo.

 

3ª Coordenadora Adjunta - Deputada Leandre (PV-PR)

Foto do Deputado LEANDRE

Leandre Dal Ponte nasceu no sudoeste do Paraná, na pequena cidade de Chopinzinho. De uma família humilde de 11 filhos, sua caminhada na ação social começou cedo. Aos 19 anos assumiu a Secretaria de Saúde do município de Saudade do Iguaçu. Durante sua gestão na saúde municipal  foi referência pela transformação no sistema de atendimento e na política de saúde básica da cidade.

Ao se mudar para a capital do Paraná, idealizou uma casa de apoio para receber  de uma maneira digna os paranaenses que buscavam tratamento de saúde em Curitiba. Assim, em 2000 nascia a Casa de Apoio Ideal que hoje recebe cerca de 500 pessoas diariamente oferecendo transporte aos hospitais, refeição e pouso.

Com sua vocação de cuidar de pessoas, Leandre viu na vida pública um caminho natural para fazer ainda mais pelos mais carentes. Em 2014 foi eleita deputada federal do Partido Verde com 81.181 votos, sendo a única representante feminina do seu partido na Câmara dos Deputados.

Em dois anos de mandato, de uma forma muito sólida e silenciosa a deputada  vem trabalhando tendo grandes vitórias. Foi eleita entre os quatro parlamentares mais promissores do Paraná na categoria Parlamentares do Futuro no prêmio Congresso em Foco de 2015. No final de 2016 recebeu o prêmio de Melhor Congressista do Paraná em 2016 do Ranking Político. 

A primeira infância, o idoso e a saúde pública são focos de trabalho e determinação. Em julho de 2016, Leandre fez o lançamento do Pacto pela Primeira Infância no Paraná para a implementação do Marco Legal da Primeira Infância. É um novo olhar para a fase mais importante do desenvolvimento humano: entre zero e seis anos. 
Outra luta sua na Câmara é um  trabalho para que as instituições sociais e de saúde conquistem a Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social para que as instituições possam captar recursos junto ao poder público.

Leandre tem mobilizado várias frentes no seu estado em defesa dos direitos da pessoa idosa, desenvolvendo projetos pilotos no Paraná para que possam ser levados para o resto do Brasil. Recentemente o Plenário da Câmara dos Deputados aprovou a sua solicitação para a criação da Secretaria Especial da Pessoa Idosa junto ao Ministério da Justiça. Essa Secretaria passou a ser nacional no início de 2017.

Pensando sempre no bem estar dos mais velhos  é relatora de quatro Projetos de Lei que estão em andamento, ambos voltados para o idoso. O primeiro autoriza pessoa física a realizar doações aos fundos controlados pelos Conselhos Municipais, Estaduais e Nacional do Idoso diretamente em sua declaração do Imposto de Renda e o segundo institui o Programa Cidade Amiga do Idoso. O terceiro reserva  aos idosos pelo menos 10% das unidades residenciais em programas habitacionais públicos ou subsidiados com recursos públicos e por último e não menos importante o de criação do Cadastro Nacional da Pessoa Idosa.

Leandre vem de uma pequena cidade do interior do Paraná e sabendo da dificuldade do atendimento à saúde nestas regiões que ela procura levar o máximo de subsídios e projetos aos pequenos municípios.  Graças a sua atuação, Irati, no interior do Paraná, ganhará a implantação de uma extensão do Hospital Erasto Gaertner, com objetivo de encurtar a distância das pessoas ao atendimento médico.

Mesmo com um panorama de crise e tensão que marcam o Brasil ultimamente, Leandre segue firme com suas ações inovadoras. Ela é reconhecida por seus colegas no Congresso como uma grata surpresa por sua atuação séria e dedicada.