Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Página Inicial / Institucional / Estrutura organizacional / Mesa Diretora / Presidência / Notícias / Maia prevê impacto positivo de reforma da Previdência nas eleições

Maia prevê impacto positivo de reforma da Previdência nas eleições

Segundo o presidente, mudanças nas regras vão permitir forte crescimento da economia e redução no desemprego já em 2018
04/12/2017 18h15

Maia prevê impacto positivo de reforma da Previdência nas eleições

RodrigoMaiaCebrasse

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou nesta segunda-feira (4) que a aprovação da reforma da Previdência reduzirá a taxa de desemprego para 8% no fim do ano que vem e elevará o crescimento econômico para mais de 3% do PIB, fortalecendo eleitoralmente os parlamentares que a apoiarem. Atualmente, a taxa de desemprego está acima dos 12% enquanto os analistas consultados pelo Banco Central preveem crescimento de 0,89% para a economia brasileira neste ano.

“Se aprovarmos a reforma, a economia no próximo ano vai crescer entre 3,5% e 4% do PIB, e o desemprego cairá para 8%. É rápido [o impacto]. O desemprego já está caindo atualmente e vai acelerar sua queda. Será que isso não é suficiente para aqueles que acreditam nas reformas terem um bom resultado eleitoral?” A declaração foi feita depois da cerimônia em que recebeu o prêmio de “Personalidade Política do ano de 2017” da Central Brasileira do Setor de Serviços (Cebrasse), em São Paulo. 

“Muitos deputados às vezes reclamam que os meus discursos sempre começam com um tema e terminam na reforma da Previdência. Mas se eu quiser disputar a próxima eleição, e sou candidato a deputado federal, e prometer aos meus eleitores algo para eles, eu só posso prometer se eu fizer a reforma da Previdência”, declarou.

“Quem prometer algo aos eleitores brasileiros [nas próximas eleições] sem analisar a reforma da Previdência estará mentindo. Não haverá recursos para a educação, para a segurança ou para a saúde. As reformas que estamos implementando no Brasil são reformas de pessoas que se preocupam verdadeiramente com os mais pobres”, concluiu.