Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Página Inicial / Institucional / Estrutura organizacional / Mesa Diretora / Presidência / Notícias / Maia descarta aumento de tributos para setor de serviços

Maia descarta aumento de tributos para setor de serviços

Entidades apresentaram manifesto contra reajuste do Pis/Cofins
23/08/2017 17h12

J.Batista/Agência Câmara

Maia descarta aumento de tributos para setor de serviços

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, recebeu, nesta quarta-feira (23) um manifesto de diversas entidades do setor de serviços contra a reforma do Pis/Cofins.

O documento alerta para o “risco” de eventuais mudanças no sistema tributário provocarem, na prática, o aumento dessas contribuições, o que impactaria as atividades de serviços, que são intensivas e mão de obra e possuem poucos créditos de Pis/Cofins.

Durante a reunião, Rodrigo Maia declarou que já tratou do assunto com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e com o secretário da Receita, Jorge Rachid, que estariam sensíveis à demanda. “Eles sabem que a simplificação do  Pis/Cofins tem que contemplar o setor de serviços. O Rachid disse que tinha uma solução e vai apresenta-la. Acho que eles não vão encaminhar nada que acarrete aumento de tributos”, disse Maia.

Também participaram da reunião os deputados Laércio Oliveira (SD-SE), Walter Shindi Ihoshi (PSD-SP), Izalci Lucas (PSDB-DF) e Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR). Já os setores representados pelas entidades foram os de comércio, educação, segurança privada, saúde, factoring, telecomunicações, internet, construção pesada, construção e engenharia, rádio e televisão, transporte aéreo, transporte de cargas rodoviárias, hospedagem e alimentação, advocacia, contabilidade e consultoria.