Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Página Inicial / Institucional / Estrutura organizacional / Mesa Diretora / Presidência / Notícias / Maia comemora expansão do Plano Nacional de Segurança Pública

Maia comemora expansão do Plano Nacional de Segurança Pública

Para o presidente da Câmara, medida do governo federal vai ajudar no combate ao crime, pois os ilícitos mais graves são de alçada federal
05/06/2017 17h50

J Batista

Maia comemora expansão do Plano Nacional de Segurança Pública

Segundo Maia, estados e municípios não têm condições suficientes para combater tráfico de drogas e de armas

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, comemorou a iniciativa do governo federal, anunciada nesta segunda-feira (5), de expandir o Plano Nacional de Segurança Pública para combater o chamado crime organizado transnacional, como o tráfico de drogas e de armas.

Segundo Maia, a segurança pública “é um tema urgente para o Brasil e principalmente para o Rio de Janeiro”, mas estados e municípios não estariam obtendo avanços na área, porque os principais crimes cometidos no Brasil são federais. “Nós, deputados do Rio de Janeiro, estaremos juntos para que possamos colaborar, seja no processo legislativo ou onde for, para garantir uma paz maior no Rio e no Brasil”, disse Maia durante reunião no Palácio do Planalto sobre o assunto.

Ao anunciar a medida, o presidente Michel Temer declarou que o projeto começará pelo Rio, mas adiantou que não haverá ações "pirotécnicas". "Vamos começar um experimento, uma série de ações, nada pirotécnico, muito planejado, para fazer operações no Rio de Janeiro", afirmou.

Além do combate aos crimes transnacionais, o Plano Nacional de Segurança Pública tem outros dois eixos que já estão em andamento. O primeiro é de combate aos crimes contra a vida, homicídio e feminicídio, sendo que projetos-pilotos estão em curso em Natal e Porto Alegre. O segundo é de construção e melhoria de 26 presídios estaduais e cinco federais.

Auxílio

Antes do encontro no Planalto, Maia participou de um almoço com dezenas de prefeitos de municípios fluminenses, no qual ficou estabelecido que a Câmara vai oferecer auxílio técnico para que as prefeituras possam participar de programas de financiamento oferecidos pelo governo federal. A ideia é que os municípios apresentem suas demandas a uma equipe formada por técnicos da Câmara e dos ministérios para facilitar o cumprimento das exigências e contrapartidas existentes nas regras dos financiamentos. Os ministros da Educação, Mendonça Filho, e das Cidades, Bruno Araújo, também participaram dessa reunião.