Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Breve apresentação do Programa

A Câmara dos Deputados, um dos pilares da democracia, reafirma seu empenho em cumprir com sua responsabilidade institucional de contribuir e zelar pela garantia da igualdade de direitos e oportunidades de cada cidadão e cidadã, de cada servidor e servidora. Nesse sentido, o Ato da Mesa nº. 76/2013 que estabelece a Política de Recursos Humanos da Câmara dos Deputados, tem como um de seus princípios a Equidade, entendida como a imparcialidade no trato com as pessoas, respeito às diferenças e valorização da diversidade no ambiente de trabalho.  Na prática, isso se reflete na realização de ações contínuas em prol desse ideal. Desde 2011 são promovidas atividades que visam a igualdade de oportunidade e de tratamento entre homens e mulheres.

A Câmara dos Deputados aderiu à 4ª Edição do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça do Governo Federal, promovido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres – SPM/PR, em parceria com a Organização Internacional do Trabalho e ONU Mulheres.  Tal iniciativa teve o apoio da Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados — órgão formado pela união da Procuradoria da Mulher, criada em 2009, e da Coordenadoria dos Direitos da Mulher.

Esse foi apenas o início do compromisso institucional pela promoção de mudanças na cultura organizacional e nas políticas de Gestão de Pessoas. Em face dos resultados alcançados e da abertura da Organização aos temas, a Câmara dos Deputados também participou das 5ª e 6ª Edições do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça da SPM.

Atualmente as atividades se expandiram e contam com diversas áreas de atuação que incluem outros temas relacionados à diversidade humana e à prevenção de violência no trabalho.

Os principais eixos de atuação são: recrutamento e seleção, capacitação e treinamento, ascensão funcional e plano de cargos e carreira, políticas de benefícios, programas de saúde e segurança, mecanismos de combate às práticas de desigualdade e discriminações de gênero e raça e de combate à ocorrência de assédios moral e sexual, prática de capacitação na cadeia de relacionamentos da organização e propaganda institucional interna e externa.

Logomarca do Programa